01/12/2014

Mesa Brasil

1 comentário(s)

20 anos de Mesa Brasil Sesc São Paulo

Desde 1994, o Programa, que atende 42 cidades, busca combater o desperdício de alimentos e funciona como um elo entre empresas e instituições sociais

Já são mais de 47 mil toneladas de alimentos arrecadados e doados para inúmeros abrigos, albergues, creches, casas de convivência, casas de repouso e casas de atendimento a pessoas com necessidades especiais.

Em novembro de 2014, o Mesa Brasil Sesc São Paulo chega aos 20 anos com o compromisso renovado de minimizar o desperdício de alimentos e a insegurança alimentar e nutricional.  Desde sua criação, o número de instituições beneficiadas já cresceu 10 vezes. Só no ano passado, 3,5 mil toneladas de alimentos arrecadados em 540 empresas beneficiaram 143 mil pessoas de 730 instituições.

Atualmente, 13 unidades do Sesc em São Paulo desenvolvem o programa e atendem, juntas, 42 cidades. A logística é a seguinte: as equipes se dirigem aos locais de doação - supermercados, mercados municipais, feiras livres, centrais de abastecimento, padarias, confeitarias e indústrias -, recebem os alimentos, fazem a seleção e os encaminham para as instituições sociais. Cerca de 80% da quantidade arrecadada é composta por frutas, legumes e verduras. Os 20% restantes se dividem entre arroz, feijão, macarrão, óleo, farinhas, carnes, ovos, açúcar, sucos, leite, pães, bolos, biscoitos, geleias, cereais matinais e sorvetes.

Histórico
O programa teve origem em 1994, no Sesc Carmo, e desde 2003 passou a ser replicado em nível nacional (a história completa pode ser lida aqui). Conheça alguns dos momentos mais marcantes desses 20 anos:

Linha do tempo

Comemoração
No dia 11 de novembro, representantes de empresas doadoras e instituições beneficiadas, além de voluntários e funcionários, se reuniram no teatro do Sesc Pinheiros para celebrar os 20 anos de Mesa Brasil Sesc São Paulo. Na ocasião, o público assistiu ao vídeo comemorativo:


Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios

1 comentários

  • Eduardo 08 de julho de 2015 às 14:50

    Bem legal!

    Responder