06/11/2014

Mariana Krauss / Sesc Taubaté

0 comentário(s)

6 dicas de sustentabilidade na cozinha

O Fórum Alimentação do Contexto Contemporâneo, que aconteceu nos dias 16 e 17 de outubro no Sesc Taubaté, apresentou vários pontos de vista a respeito das relações entre alimentação e sustentabilidade. Nesta lista reunimos algumas informações práticas de sustentabilidade na cozinha transmitidas durante o encontro. Sirva-se à vontade!

1- Evite o desperdício
Você sabia que a produção de alimentos precisa aumentar 70% até o ano de 2050 para suprir toda a necessidade alimentar da população? Por outro lado, 1/3 da comida que produzimos vai para o lixo, num desperdício que começa no transporte até chegar naquele tomate que acabou apodrecendo na geladeira de casa. Além disso, muito do que jogamos no lixo pode se transformar em pratos saborosos e diferentes. Nos próximos pontos da lista você encontra algumas informações práticas para conseguir alcançar este objetivo.


2 - Compre de forma inteligente
Quem nunca foi ao mercado e simplesmente escolheu o que ia chamando a atenção? E depois um monte de alimentos acumulados na cozinha acabam deixados de lado, correndo o risco de apodrecer. Uma forma prática de evitar isso é parar um pouco para pensar no seu cardápio da semana. O que você pretende preparar a cada dia? Com base neste planejamento, faça sua lista e escolha seus alimentos – principalmente os perecíveis – de uma forma mais consciente.


3 - Zere o conteúdo de sua geladeira
Tenha como meta sempre utilizar tudo o que tem na sua geladeira. Acabar com todos os alimentos antes de ir às compras novamente é uma forma eficaz de combater o desperdício dentro de casa. Na dica número 6 temos algumas informações que podem te ajudar a conseguir isso.


4 - Cozinhe a quantidade certa
Esta é uma dica clássica, mas é sempre bom reforçar. Tente cozinhar a quantidade de comida adequada ao número de pessoas que irão comer. Vale pensar que quando um restinho de comida vai para o lixo não é só o alimento que está sendo jogado fora: litros e litros de água que foram utilizados na produção também acabam tendo sido gastos em vão. A quantidade de água consumida na produção de alimentos é muito maior do que a usada nas atividades domésticas como tomar banho ou lavar roupa. Mais um motivo para manter o desperdício de comida longe da sua cozinha.


5 - Use o congelador
Imagine a seguinte situação: você está seguindo a dica número 4, monitorando o conteúdo da sua geladeira, rumo ao estoque de comida zero, mas agora só sobraram vários limões em sua geladeira. Talvez esteja na hora do seu alimento ‘ir para o andar de cima’, ou seja, para o congelador. Só não vale colocar o suco de limão no freezer e nunca mais lembrar que ele existe. Fique atento, pois mesmo congelado o alimento ainda tem um prazo em que continua bom para consumo.


6 - Seja criativo com o que já tem
Como zerar a geladeira se tudo que tem dentro dela parece não fazer sentido em uma refeição? É hora de colocar a criatividade em prática e criar novas receitas, ou adaptar as que você já conhece. Existem alguns aplicativos e sites que ajudam a elaborar pratos de acordo com os alimentos que você tem disponível, como o "O que tenho na geladeira"  Neste site as receitas são colaborativas, então depois de partir para a prática e começar a desenvolver seus próprios pratos, você também poderá enviar suas receitas para o banco de dados. 

A lista foi retirada da palestra de Culinária Sustentável, ministrada pelo chef Luiz Jacob. Texto desenvolvido de acordo com as informações transmitidas durante todo o Fórum Alimentação no Contexto Contemporâneo.

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios