03/09/2015

Cris Komesu | Mesa Brasil

0 comentário(s)

Tem gosto do quê?

Onze e dez, hora do almoço no Centro Comunitário Ludovico Pavoni, em São Paulo. As crianças se reúnem no refeitório, tentando adivinhar o cardápio do dia. Quem tem fome? Os menores chegam primeiro, na fila indiana que logo se transforma em brincadeira. Um de cada vez, os pratos vão se enchendo de cores: arroz, feijão, frango, salada. Depois, uma surpresa na bancada das bebidas: o que é, tia?

Não é a jarra de sempre, dessa vez são garrafinhas. Será que é suco? É chá!, grita o primeiro que consegue ler as letrinhas da embalagem. Olha, e tem um leão!

A maior parte das crianças nunca tinha provado o tal do chá, que havia acabado de ser entregue pelo Mesa Brasil. “Eles adoram quando alguma coisa quebra a rotina aqui”, comenta Débora Restivo, coordenadora da instituição. A bebida doada teve gostinho da descoberta de um sabor diferente. Geralmente o almoço vem acompanhado do suco de pozinho ou, quando chega doação, de alguma fruta, explica Débora.

Naquela quinta-feira, o chá foi a estrela do almoço. Alguns chacoalhavam a garrafinha, outros olhavam com desconfiança, viravam de ponta-cabeça. Todos com curiosidade: tem gosto do quê? Abre para mim, tia? Posso levar pra casa?

IMG_2868

O centro comunitário Ludovico Pavoni, na comunidade de Real Parque, atende 188 crianças no contra turno escolar. Foi uma entre centenas de organizações sociais que receberam doações da Leão Alimentos e Bebidas por meio do Mesa Brasil. Nos últimos quatro meses, foram mais de 190 toneladas de sucos e chás doadas ao programa. São produtos com validade curta para serem comercializados, mas ainda em boas condições de consumo.

“O programa Mesa Brasil Sesc é um dos principais parceiros da Leão Alimentos e Bebidas para doações periódicas de produtos acabados, que são direcionados a instituições sociais de todo o Brasil”, diz Sérgio Ferreira, diretor de RH e Sustentabilidade da empresa. Para ele, além de contribuir para o combate à fome, o programa também afeta positivamente os doadores. “[O Mesa] ajuda a conscientizar o setor privado para a importância da redistribuição e aproveitamento integral dos alimentos, estimulando outras empresas a seguirem pelo mesmo caminho”.

No centro comunitário, a doação ganhou mais um caráter sustentável: as garrafas foram higienizadas e reaproveitadas. “Vamos distribuir entre as crianças, colocar os nomes de cada uma, assim elas podem enchê-las com água e levar para a sala”, conta a coordenadora da instituição.

Acompanhe um pouco do caminho da doação, desde a chegada ao Centro de Captação e Armazenagem Mesa Brasil (CECAM) até à mesa da instituição:

IMG_2433

Um grande lote de doação de sucos da Leão é armazenada no CECAM.


Leao1

Os chás são carregados para distribuição em um dos veículos do Mesa Brasil.


Leao4

As doações começam a chegar às instituições. 


Leao 16

Uma a uma, as garrafinhas chegam às mesas do Centro Comunitário Ludovico Pavoni.

Leao9

Deixe seu comentário

* Campos obrigatórios