27/10/2020

Mesa Brasil

0 comentário

Gente que alimenta

O Mesa Brasil vocês já conhecem, mas quem são as pessoas que tornam possível a sua realização? Quem doa? Quem recebe? Quem prepara os alimentos? Que relações se desdobram desse projeto? Como veremos por aqui, alimentos fortalecem não só o corpo, mas também sonhos e laços humanos.

Para apresentar um pouco desse universo, o Sesc Ribeirão Preto convidou a jornalista e escritora Daniela Penha, do blog História do Dia, e o jornalista e ilustrador Cordeiro de Sá.

Assim nasceu o projeto “Gente que alimenta”, uma série de histórias que apresentam personagens fundamentais para a existência do programa. Veja quem são eles:

A primeira personagem é Eva, cozinheira da Associação São Francisco de Assis Gewo-Haus, umas das 52 instituições beneficiadas pelo Mesa Brasil em Ribeirão Preto.

Vamos descobrir o que tem na panela da cozinheira? https://bit.ly/32mFwcr

Seu Augustinho, esse senhor simpático aí da foto, foi motorista de ônibus em Ribeirão por mais de 25 anos, se aposentou e, por meio do hobby por carros antigos, descobriu uma nova forma de praticar a solidariedade.

Atualmente, ele é parte do Associação Califórnia Volks, grupo que doa toneladas de alimentos para instituições da cidade e, desde 2014, ajuda o Mesa Brasil a realizar a ponte entre quem pode doar e quem precisa de ajuda: https://bit.ly/3gdkj96

O Edinho é trabalhador do Ceagesp de Ribeirão Preto. Lá, por conta própria, ele faz um trabalho que parece ser de formiguinha, mas rende muito: Mais de 20 toneladas de alimentos todo mês: https://bit.ly/31EIuqY

O Gabriel é filho da Zenaide e da “Casinha Azul”, instituição que atende 128 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade econômica em Ribeirão Preto, fornecendo alimentação, atividades educativas e muito acolhimento.

De atendido pela Casinha, Gabriel cursou Arquitetura, com apoio da instituição, e se tornou coordenador. Sem romantizar as dificuldades enfrentadas, mas com muito amor pelo que faz, leva muito a sério o trabalho: https://bit.ly/32j1VG4

Das raízes com a terra, cultivadas desde a infância, Nivalda tira seu sustento e forças para continuar o trabalho de plantar e levar alimentos saudáveis até a mesa de inúmeras famílias. A atual coordenadora da Cooperativa Mãos da Terra compartilha sua história de vida e seus ideais: https://bit.ly/35gxnrx

Marlene é fundadora da Adevirp, instituição que atua no atendimento a pessoas com deficiência visual em Ribeirão Preto, e primeira professora cega a dar aulas por aqui. “A gente veio no mundo é pra ter asas”, diz ela, que trabalha para que outras pessoas com deficiência visual também alcem seus próprios voos: https://bit.ly/301G1Hf

Pinha integra a equipe da Regina Picadinhos, que leva alimentos saudáveis e selecionados para os ribeirão-pretanos há quase 20 anos. Além disso, a empresa é parceira do Mesa Brasil e já doou 30 toneladas de alimentos para o programa, 1.300 quilos só durante a pandemia: https://bit.ly/34ukoAK


William, hoje com 13 anos, frequenta o Núcleo Dom Bosco desde os oito. A mãe recorreu ao projeto por não ter onde deixar o filho para trabalhar. Porém, mais que um “lugar para ficar”, a instituição oferece educação, cultura, apoio e alimento para os sonhos do jovem, que sonha ser professor de educação física: https://bit.ly/35bfIzX